CHEGA DE ABUSOS!

Sindicato de Cornélio participa do Dia Nacional de Luta dos funcionários do Santander

O Sindicato de Cornélio Procópio denunciou com faixa o desrespeito do Santander O Sindicato de Cornélio Procópio denunciou com faixa o desrespeito do Santander
terça-feira, 29/03/2022

O Dia Nacional de Luta contra os abusos dos Santander, realizado nesta terça-feira (29/03), foi marcado na base do Sindicato de Cornélio Procópio com manifestação em frente à agência do banco.

O Sindicato denunciou com faixa e material informativo a falta de valorização e o desrespeito às vidas dos funcionários cometido pelo Santander ao convocar todos para retornarem ao trabalho presencial, incluindo os que pertencem ao grupo de risco para a Covid-19, como as bancárias grávidas.

“Embora governadores e prefeitos estejam tomando medidas para desobrigar o uso de máscaras em ambientes fechados, a pandemia ainda não acabou, já que a média móvel de mortes está em 236 no País, com mais de 29 mil casos registrados a cada dia. Diante desse cenário, todos os cuidados devem ser tomados, principalmente com as pessoas com maior risco de terem complicações se forem infectadas”, avalia o presidente do Sindicato de Cornélio Procópio, Johni Oliveira Müller.

Johni afirma ainda que essa convocação é só mais um caso de desrespeito do banco espanhol, que vem impondo metas absurdas aos funcionários, fechou 166 agências e 27 postos de atendimento bancário em 2021 e ainda quer multiplicar os lucros com a ampliação da jornada de trabalho.

“Tudo isso desmotiva os bancários e bancárias do Santander, que estão adoecendo com tanta pressão e a sobrecarga de trabalho nas agências que têm um quadro reduzido de pessoal para dar conta da demanda”, afirma o presidente do Sindicato de Cornélio Procópio.



 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Por Armando Duarte Jr.

 

COMPARTILHE