SÁBADO NÃO!

Sindicato de Londrina consegue suspender abertura das agências do Santander aos sábados

O diretor do Sindicato de Londrina, Leonardo Rentz, verificou o fechamento da agência do Santander da Rua Minas Gerais O diretor do Sindicato de Londrina, Leonardo Rentz, verificou o fechamento da agência do Santander da Rua Minas Gerais
sábado, 22/01/2022

Por decisão do juiz da 4ª Vara da Justiça do Trabalho de Londrina, o Santander deve se abster de abrir suas agências e convocar os funcionários para trabalhar neste dia 22 de janeiro e demais sábados, sob pena de pagar multa diária de R$ 50 mil.

Clique aqui para ler a decisão judicial.

O juiz Amaury Haruo Mori acolheu os argumentos do Sindicato de Londrina, que ingressou com pedido de tutela de urgência contra o banco para impedir o trabalho dos bancários e bancárias aos sábados no âmbito do projeto “Desendivida”, amplamente divulgado pelo banco nos meios de comunicação.

Esta decisão abrange todas as agências do banco espanhol localizadas na base territorial do Sindicato de Londrina.

Segundo o secretário de Assuntos Jurídicos do Sindicato de Londrina e coordenador da COE Santander junto à Fetec-CUT/PR (Federação dos Trabalhadores nas Empresas de Crédito do Paraná), Leonardo Rentz, neste sábado todas as agências do banco em Londrina permaneceram fechadas e as unidades de Cambé e de Rolândia até tentaram iniciar o expediente, mas acabaram desistindo após pressão de dirigentes do Sindicato.

“Felizmente, o juiz acolheu nosso pedido, reconhecendo que a abertura das agências do Santander desrespeita não só a jornada de trabalho dos bancários, estabelecida nos artigos 224 e 225 da CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), mas também a Lei 4.178/1962, que regulamenta o funcionamento dos bancos, possibilitando que os funcionários possam desfrutar do descanso semanal remunerado, que é uma importante conquista da categoria bancária”, aponta.

Leonardo afirma que diversos Sindicatos do País conseguiram liminares impedindo o Santander de abrir suas 3 mil agências aos sábados para aumentar ainda mais seu lucro no País, passando por cima das leis e explorando bancários. “Se o banco quer mesmo ajudar os clientes que estão endividados, que contrate mais funcionários para atendê-los de forma adequada durante a semana. Obrigar os funcionários a trabalhar nos sábados para fazer isso sem pagar horas extras não dá”, ressalta o diretor do Sindicato de Londrina.

Veja nas fotos a ronda de dirigentes do Sindicato de Londrina nas agências do Santander:


Shopping Aurora

Agência Av. Tiradentes

Santander Rolândia

Santander Cambé

Agência Alto Higienópolis

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Por Armando Duarte Jr.

COMPARTILHE