ADITIVOS EM VOTAÇÃO

Nesta quinta-feira (3) tem Assembleia dos funcionários do Santander e da Aymoré

Nesta quinta-feira (3) tem Assembleia dos funcionários do Santander e da Aymoré
quarta-feira, 02/09/2020

Sindicatos de Bancários e Financiários de todo o País realizam, nesta quinta-feira (3/09), Assembleia específica dos funcionários do Santander Brasil e da Aymoré Financeira para apreciar os Acordos Coletivos do banco de horas negativas do período da pandemia de Covid-19 e os Aditivos do PPRS (Programa de Participação nos Resultados Santander), tanto o do banco quanto o da financeira.

Nas bases do Vida Bancária, as Assembleias para deliberação ocorrem por meio da plataforma VOTA BEM, disponibilizada das 8h às 20h, nos sites dos Sindicatos.

A orientação da COE (Comissão de Organização dos Empregados) do Santander e da Contraf-CUT (Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro) é aprovar os Acordos.

Banco de horas

“As negociações não foram nada fáceis. Mas, conseguimos chegar a um acordo que traz tranquilidade para que os bancários que tiveram que usar o banco de horas negativas possam fazer a compensação durante todo o ano de 2021 e permite que 10% das horas negativas não precisem ser compensadas”, explicou o secretário de Assuntos Socioeconômicos e representante da Contraf-CUT (na mesa de negociações com o banco, Mario Raia.

“Queríamos que o banco concedesse o abono total das horas, por se tratar de um afastamento devido a uma questão de saúde pública. Mas, vivemos uma conjuntura adversa em nosso país e não conseguimos avançar neste sentido. Vamos continuar lutando para que nenhum funcionário seja penalizado caso não haja possibilidades de compensação total das horas”, destacou o dirigente da Contraf-CUT.

100% da regra básica da PLR

O acordo permite que o Santander antecipe para 30 de setembro o pagamento da regra integral da PLR. Ou seja, caso o acordo seja aprovado, já no dia 30 os bancários receberão a parcela referente à regra básica da PLR: 90% do salário, mais parcela adicional de R$ 2.457,29, mais parcela fixa de 2.457,29 (correspondente ao lucro do primeiro semestre de 2020), com o teto de R$ 13.182,18.

Pelo acordo, o Santander efetuará o pagamento até 3 de março de 2021 do PPRS, mais a diferença nas parcelas adicionais e fixas correspondente ao lucro do segundo semestre.

Fonte: Contraf-CUT

COMPARTILHE