REFORMA DA PREVIDÊNCIA

Sindicato de Londrina mobiliza usuários do transporte coletivo

Dirigentes do Sindicato divulgaram a luta contra a reforma da Previdência no Terminal de Transporte Coletivo nesta sexta (22) Dirigentes do Sindicato divulgaram a luta contra a reforma da Previdência no Terminal de Transporte Coletivo nesta sexta (22)
sexta-feira, 22/03/2019

Nesta sexta-feira (22/02), Dia Nacional de Luta em Defesa da Previdência, dirigentes do Sindicato de Londrina distribuiu material informativo aos usuários do transporte coletivo urbano no terminal central de ônibus.

O folheto alerta a Classe Trabalhadora e os jovens que ainda irão entrar no mercado de trabalho sobre as dificuldades que o governo Jair Bolsonaro (PSL) vai criar para que todos possam se aposentar caso seja aprovada sua proposta de reforma da Previdência.

O material foi produzido pelo Coletivo de Sindicatos de Londrina e está sendo distribuído nos últimos dias em diversos locais onde há maior concentração de pessoas. A atividade já foi realizada hoje pela manhã no terminal central e ocorrerá no final da tarde.

“Esta mobilização é muito importante para conscientizar as pessoas sobre as consequências dessa reforma. A proposta do governo afetará a todos, quem já está aposentado, que corre o risco de não ter reajuste anual em seu benefício, quem já está trabalhando e terá que contribuir por 40 anos se quiser receber o benefício integral e, principalmente, as novas gerações, que não terão mais uma Previdência pública”, aponta Valdecir Cenali, diretor do Sindicato de Londrina.

Valdecir lembra que para os jovens e as pessoas que não conseguirão se aposentar pela regra de transição será criado um sistema de capitalização, no qual terão que abrir uma poupança em instituição financeira e lá depositar um valor mensal para resgatar no futuro quando não puder mais trabalhar.

“Esse sistema não deu certo no Chile e em outros países e no Brasil não será diferente. Isso é mais um jeito de favorecer os bancos com essa reforma, fazendo com que eles detenham a gestão de planos de previdência de milhões de brasileiros que ficarão reféns das aplicações a serem feitas para garantir a tão sonhada aposentadoria”, critica o diretor do Sindicato de Londrina.

Compartilhe a hastag #LutePelaSuaAposentadoria para impulsionar a luta contra a reforma da Previdência.

Para mais informações sobre a luta contra a reforma da Previdência, acesse o site da CUT: REAJA AGORA!

Por Armando Duarte Jr.

COMPARTILHE