CONQUISTA

Caixa anuncia extinção do “semáforo” na movimentação de pessoal

Caixa anuncia extinção do “semáforo” na movimentação de pessoal
sexta-feira, 27/11/2020

A extinção do “semáforo” é uma antiga reivindicação da Contraf-CUT (Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro), por meio da CEE (Comissão Executiva dos Empregados) da Caixa Econômica Federal. Essa mudança libera a movimentação dos empregados entre as vice-presidências, matriz, rede, centralizadoras e filiais.

“Esta medida se trata de algo que sempre reivindicamos. Até porque, o ‘semáforo’ prejudicava principalmente os colegas que estão nas agências. Vale ressaltar que também precisamos avançar no debate com a Caixa sobre o PSI (Processo Seletivo Interno) da empresa, pois cobramos que o processo deve ser universal e mais objetivo, tendo menos avaliação subjetiva do gestor”, explicou Fabiana Uehara Proscholdt, coordenadora da CEE/Caixa e secretária de Cultura da Contraf-CUT.

A mudança foi anunciada pelo presidente da Caixa, Pedro Guimaraes, e transmitida para todo o País em vídeo streaming. Na ocasião, além da análise do balanço do terceiro trimestre do banco, também foram anunciadas outras medidas que fazem parte das reivindicações dos empregados da Caixa, como a antecipação do pagamento do salário e dos auxílios refeição e alimentação, do dia 20 para 14 de dezembro, além de nova sistemática de incentivo ao mestrado e doutorado, possibilitando a qualificação do quadro.

“O presidente Pedro Guimarães é um marqueteiro de primeira. Anuncia coisas como se fosse uma benesse exclusiva dele e não algo já reivindicado há tempos pela representação dos empregados. E, paralelo a isso, faz movimentação para enfraquecer a Caixa. Não é fácil não”, salienta Fabiana.

Fonte: Contraf-CUT

COMPARTILHE