CAIXA

Críticas à cassação dos mandatos de conselheiros eleitos da Funcef ganha destaque na mídia

Críticas à cassação dos mandatos de conselheiros eleitos da Funcef ganha destaque na mídia
quarta-feira, 26/05/2021

Em matéria publicada na edição de terça (25/05), a Folha de S.Paulo informa que entidades representativas dos empregados da Caixa Econômica Federal pretendem reivindicar judicialmente a reintegração dos conselheiros e a restituição da paridade na gestão da Funcef.

A Caixa – que é a patrocinadora do fundo de pensão dos empregados – cassou o mandato dos conselheiros deliberativo e fiscal eleitos da Funcef, em reunião do Conselho Deliberativo da fundação, realizada no dia 11 de maio.

O jornal noticia ainda que as entidades também buscam amparo judicial contra uma regra que barra a candidatura de empregados do banco público nas eleições deste ano para a composição do conselho responsável pela gestão do fundo de pensão. “Em carta enviada aos participantes da Funcef há três dias, as associações afirmaram que, via Caixa, o governo tenta intervir na gestão do fundo ao barrar, com ações judiciais (individuais ou coletivas), a candidatura de empregados”, destaca a Folha.

Ouvido pelo jornal, o presidente da Fenae (Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal), Sergio Takemoto, lembrou que “a regra foi imposta pela Caixa sem que tenha respaldo no Estatuto da Funcef”. Ainda, segundo Takemoto, “querem configurar conflito de interesse, mas o que tentam é impedir a paridade no fundo para que seja controlado pela Caixa”.

Os mandatos dos conselheiros eleitos seriam encerrados em maio do ano passado e foram prorrogados por conta da suspensão do processo eleitoral, que foi inviabilizado devido as constantes manobras da Caixa e da Fundação. No dia 11 de maio, o Conselho Deliberativo decidiu cassar os conselheiros sem que uma nova eleição tivesse ocorrido.

Fonte: Fenae

COMPARTILHE