LEGISLAÇÃO PARTICIPATIVA

Comissão da Câmara ouve entidades para definir ações deste ano

A deputada Érika Kokay (PT-DF) (à dir.), participou da Audiência Pública no dia 7/05, em Brasília - Foto: Claudio Andrade/Agência Câmara A deputada Érika Kokay (PT-DF) (à dir.), participou da Audiência Pública no dia 7/05, em Brasília - Foto: Claudio Andrade/Agência Câmara
quarta-feira, 08/05/2019

A Audiência Pública da Comissão de Legislação Participativa da Câmara dos Deputados realizou na terça (7/05), em Brasília, para ouvir representantes da sociedade civil organizada com o objetivo de elaborar o plano de trabalho deste ano.

Várias categorias organizadas estiveram presentes, com representantes petroleiros, eletricitários, bancários, trabalhadores da educação, entre outros.

A coordenadora do Comitê Nacional em Defesa das Empresas Públicas e diretora da Fenae, Rita Serrano, falou sobre a cartilha Fakes & Fatos, que já vem sendo distribuída para desmistificar informações a respeito do processo de desmonte das estatais brasileiras.

Ela também sugeriu a realização de outra Audiência para debater a situação de todas as empresas públicas e suas respectivas demandas.
“Com o governo querendo sucatear as empresas públicas temos que falar sobre as consequências disso para o País, como a geração de empregos. Hoje já sentimos essa política privatista nas contas de luz, na gasolina, nas tarifas dos bancos públicos que estão como dos privados”, apontou.

A cartilha Fakes e Fatos também foi distribuída a parlamentares, entre eles os deputados Erika Kokay e Leonardo Pimenta, do PT e que representam Brasília e Minas Gerais, respectivamente.

Mobilização no Senado

Nesta quarta (8), estão sendo realizadas várias atividades em defesa das empresas públicas nas instalações do Senado, entre elas uma Audiência sobre bancos públicos e desenvolvimento.

COMPARTILHE