RESISTÊNCIA

Lula fala sobre situação do País durante evento do MST em Londrina

Evento realizado no sábado (19/03), no Assentamento Eli Vive, em Londrina, teve a presença do presidente Lula Evento realizado no sábado (19/03), no Assentamento Eli Vive, em Londrina, teve a presença do presidente Lula
domingo, 20/03/2022

O ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva esteve em Londrina no sábado (19/03), no assentamento do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra), localizado no Distrito de Lerrovile, onde foi realizado o lançamento da “Jornada de Solidariedade – Rumo aos Comitês Populares”.

Junto com Lula estavam o ex-governador do Paraná, Roberto Requião, que se filiou ao PT (Partido dos Trabalhadores), os dirigentes nacionais do MST, João Pedro Stédile e João Paulo Rodrigues, a deputada federal Gleisi Hoffmann, presidenta nacional do PT, os também deputados federais pelo Paraná Enio Verri e Zeca Dirceu, e dos deputados estaduais Arilson Chiorato, Professor Lemos e Tadeu Veneri.

Cerca de 10 mil pessoas, incluindo integrantes do MST de todo o Estado, participaram do evento, que marca os 13 anos do Assentamento Eli Vive, criado durante o governo Lula, o maior situado em área metropolitana, com 7.500 hectares e 501 famílias assentadas, onde vivem em torno de 3 mil camponeses.

Na chegada ao local o ex-presidente se reuniu com cerca de 400 crianças que vivem no Assentamento, explicando a elas suas propostas para o futuro do País. Depois Lula passou pela tenda na qual estavam depositados os 70 mil quilos de alimentos arrecadados entre os participantes da Jornada de Solidariedade, que serão distribuídos neste domingo a famílias carentes de Londrina.


O ex-governador Roberto Requião destacou a importância dos assentamentos do MST para produzir alimentos saudáveis para os brasileiros

Dirigentes do Sindicato de Londrina, de Cornélio Procópio e da CUT /PR estiveram presentes no evento realizado no Assentamento Eli Vive, em Lerrovile 

A Cooperativa doAssentamento Eli Vive fornece 10 toneladas por semana de alimentos ao Programa Nacional de Alimentação Escolar, abrangendo mais de 100 escolas de Londrina e região 

Cerca de 10 mil pessoas participaram do evento, que arrecadou cerca de 70 mil quilos de alimentos que foram distribuídos a famílias carentes de Londrina

“Vocês não sabem o que fizeram com o Brasil”

Em sua fala, Lula fez uma análise sobre o golpe que tirou a presidenta Dilma Roussef da Presidência da República, sobre a operação Lava Jato e a situação em que se encontra o Brasil com as políticas adotadas por Temer e Bolsonaro, trazendo de volta a miséria.

“Eu sei o que é ficar desempregado, não ter um arroz e feijão para comer, levantar de manhã e não ter café para tomar. Eu sei o que é perder tudo”, lembrou. “A fome é uma das coisas mais bárbaras que existem. E no Brasil a fome é mais grave porque a gente tem condições de produzir alimentos saudáveis”, destacou Lula.

Sobre a crise econômica, o ex-presidente falou sobre as privatizações e apontou os lucros exorbitantes da Petrobras, salientando que isto não foi gerado para fazer investimentos na empresa ou melhorar a tecnologias, mas sim para “comprar gasolina mais cara dos EUA e vender com preços altos para os brasileiros, beneficiando somente os acionistas.

No final de sua participação no evento do MST o presidente Lula defendeu Educação Pública como forma de o País superar a crise atual, além de mudança no perfil do Congresso Nacional nas eleições de 2022, afirmando que “esse Congresso é o pior que já tivemos no Brasil”, denunciando o chamado orçamento secreto. “Nós não podemos votar nas raposas para cuidar do galinheiro, porque senão elas vão comer todas as galinhas”, comentou.

Assista no vídeo do Brasil de Fato os melhores momentos do evento no Assentamento Eli Vive, do MST, em Londrina:

 

Por Armando Duarte Jr.

 

COMPARTILHE